segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Concerto de Natal.

No Sábado anterior ao Natal, este ano 19 de Dezembro, pelas 21 horas, é noite de estrear, com a Banda Lealdade, o repertório para o Natal, num pequeno Concerto, por esta promovido, na Matriz de Vila Franca do Campo com o Coro da Prioral.
Em tempo de Advento, mais do que um Concerto, é uma noite de ensaio geral para o Natal, partilhada com a comunidade.
Após uma primeira parte em exclusivo com a Banda Lealdade, juntam-se as vozes, aos timbres dos sopros, para entoar o "Príncipe do Egipto", com o som puro das crianças; o Puer Natus in Betlheem, em processionário beneditino; a sempre bucólica "Pastoral" de Mendelson; a homenagem à Virgem, com a Ave Maria de Witt; e o "Coro 12" do Messias de Haendel, no velho latim, a fechar o canto na secular Matriz micaelense.
Entre silêncio e elevação do espírito, que palmas na Igreja é euforia já em desuso e o importante ainda está para vir: a Noite de Natal.
O tempo, para os cantores, é assim de participados ensaios, que a Festa está à porta. A Grande Noite tem um encanto especial que ainda mais se aviva quando envolta na vontade de dar corpo à arte dos sons, tão intimamente a ela ligada.
Ao toque festivo dos sinos, o Gloria in excelsis Deo marca-a com a harmonia das vozes e a imponência do Órgão de Tubos, mero rei dos instrumentos, prostrando tons de júbilo ao Rei dos reis. Mas é dali, do Coro Alto, que se percebe que aquele será sempre o melhor palco do mundo, de onde a música se eleva não ao agrado dos homens mas à magnificência do Criador.

2 comentários:

JBS disse...

Que pena não poder estar em três altares ao mesmo tempo: o grande Concerto de Natal da nossa Vila, o Concerto do Coro Bach, em Ponta Delgada e o Primeiro aniversário do meu terceiro neto. Claro que me vou decidir pelo conchego do sangue. Seja Deus louvado pelos três coros, sim, pois vai cantar-se "Parabéns a você"

Família Botelho de Gusmão disse...

E Parabéns ao grande avô de tão promissor neto que até carrega no nome a herança dos Bentos.